E se tudo fosse fácil?

12 set

Um paraíso. Tudo ao nosso alcance, sem nenhuma dificuldade ou barreira. Problemas? Essa palavra não existiria no seu vocabulário se a sua vida fosse assim, digamos, fácil. É claro que o fácil para mim, pode ser diferente do fácil para você (e eu tenho certeza que é). Mas o que quero dizer é que se nossa vida fosse fácil (mesmo a minha sendo completamente diferente da sua) conquistaríamos e teríamos o que quiséssemos, a hora que bem entendermos, seja lá o que for. Isso seria divertido, pensando superficialmente… Aliás, seria MARAVILHOSO! Imaginem só… aquela viagem dos sonhos para a Europa! Vou agendar nesse momento. Vou passar no vestibular de Medicina, oh!, nem preciso mais fazer vestibular, não é mesmo? Quero conquistar tudo o que eu quiser agora mesmo. Como um passe de mágica! Ploft, Pluft! Pronto… agora sim, minha vida está perfeita! Obrigada… Er, bem… Obrigada a quem mesmo? Quem fez tudo isso virar realidade? Quem fez tudo ser tão fácil assim? Então, acabo de cair das nuvens. Ou melhor, caio na minha realidade, que cá para nós… É muito mais gostosa. Ok, vou dar argumentos que fundamentam a minha tese de que essa vidinha que todos chamam de difícil é boa. Depois que a gente conquistasse tudo o que quisesse o que teria? Claro que aparecem as novas vontades, consumos e etc. Mas imagine acordarmos e pensarmos que tudo o que a gente quiser, vamos ter na nossa mão. Isso é tão vago… Na minha opinião, não tem pra ninguém o poder de uma conquista. O poder do sentimento de gratidão, de superação, ter a sensação de ter vencido ou de ter realizado alguma coisa por conta própria, sem nenhum tipo de Ploft, Pluft! O bom é acordarmos e pensarmos que temos muito a fazer por nós mesmos e pelos nossos queridos.  E não existe nada melhor do que ter a ajuda da família e dos amigos nessa hora de luta. Aprendi o valor de um “não”, aprendi que nem sempre o mais fácil é o melhor, e por favor, não distorçam o meu discurso, pois muitas vezes o mais fácil, pode ser fugaz, no bom sentido. E é a velha frase… O que é difícil é mais gostoso. Talvez sim, talvez não. Prefiro não generalizar. Depois que pensei bem nesse assunto, agradeço hoje à minha mãe por ter me dito vários “nãos” na vida e por ter zelado pelo meu próprio bem. Agradeça também à sua, não se zangue com um “não”. Ele pode ser a diferença de sua própria vida. E, o que é super importante,  saiba também dizer “não”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: