O amor é servido quente

6 dez

111716309     Me derramei, me entreguei e aqueci meu coração. Derramei na xícara mais linda que tinha e te ofereci da forma mais bonita que pude tudo o que sinto por você. O amor é servido quente. Esperava que você bebesse e se aquecesse por dentro e que a partir daí tudo seria diferente. Mas diferente pra quem?

Sempre que posso tento te lembrar que a xícara está quente, que não sou mais dona dos meus pensamentos e que você ocupa quase tudo. Às vezes coloco a xícara na janela, na esperança de que passe a brisa e esfrie. Porque de vez em quando queima, dói, arde. Espero e não esfria. Espero e você não vem. Mas espero.

Tenho medo de ter um choque térmico a qualquer momento e esfriar de vez. De não querer mais servir xícaras quentes como esta a ninguém. Mas nesses últimos meses percebi que a vida é imprevisível. Hoje posso esperar e amanhã posso ter pressa. Percebi e aprendi que devo sim sempre oferecer o melhor de mim, do que sinto, do que sou. E numa xícara quente.

Não desisto, mas também não insisto. Pareço não me importar, mas me importo. Já fiz o que tinha que ser feito. Já disse quase tudo que havia e podia ser dito. E peço-lhe que se vier, por favor, não demore. Porque hoje, amanhã e depois a xícara que preparei pra você estará quente. Mas um dia, por mais que eu ache que não, esfria.

Anúncios

8 Respostas to “O amor é servido quente”

  1. Lore 6 de dezembro de 2012 às 7:04 PM #

    Fiquei sem palavras diante de tantas tão bem formuladas. Mas esse post me deixou emocionada, caiu como uma luva diante do momento em que vivo. Realmente fazemos de tudo para não esfriar, mas um dia esfria!

    • Mariana Figueirêdo 7 de dezembro de 2012 às 1:17 PM #

      Obrigada, Lore! Fico super feliz em saber que você gostou. Um dia realmente esfria, mas enquanto der a gente aquece. Beijos!

  2. Giovanna 6 de dezembro de 2012 às 11:56 PM #

    Eu aqui, mais uma vez! Já disse que amei o texto e repito: AMEI O TEXTO!
    Gostei de todos os textos, desse gostei ainda mais. Não parei de ler nem pra respirar, fui num fôlego só… E quando vi, o texto acabou. Deixando um gostinho bom =)
    Bjss!

    • Mariana Figueirêdo 7 de dezembro de 2012 às 1:19 PM #

      Obrigada, mais uma vez, Gika! Sempre terá uma xícara quente pra você aqui nesse humilde blog… haha beijos!

  3. Karine Rosa 18 de dezembro de 2012 às 11:05 PM #

    Oi Mariana!
    Vi seu comentário no meu blog e vim inocentemente dar uma olhada no seu.
    Adorei o texto, mesmo!
    Parabéns!

    Beijos

    • Mariana Figueirêdo 19 de dezembro de 2012 às 2:39 PM #

      Obrigada, Karine!
      Volte sempre!
      Estou sempre de olho no seu blog também.
      Beijos 🙂

  4. Fabrine Pego 5 de fevereiro de 2013 às 6:24 PM #

    ”Não desisto, mas também não insisto.” Quem anda te contando sobre a minha vida, Mari?!? Me fez dar aquele suspiro e parar pra pensar um pouco na temperatura da minha xicara.. Arrasou no texto! hahahha Beijos

    • Mariana Figueirêdo 5 de fevereiro de 2013 às 7:50 PM #

      Devemos manter a temperatura das nossas xícaras elevadas, mas ter cuidado pra não se queimar! Temos vidas parecidas então e sentimos as mesmas coisas. haha Só quem passa por isso sabe, né? Beijos, Fabi! Mais uma vez, obrigada!! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: