Minha última carta

31 dez

escritaUm dia vou conseguir lembrar de você sem que meu coração bata mais forte, sem que eu comece a me tremer, sem que uma tristeza profunda e uma mágoa sem cabimento me atinjam. Não estou te dando adeus. Dou adeus neste momento ao que sinto por você, pois estou disposta a colocar um ponto final nisso que ainda insiste em me machucar. Seja feliz, realize todos os seus desejos, seja feliz, tenha muita saúde, seja feliz, sorria muito, seja feliz, faça quem está a sua volta feliz. Seja feliz! E, por fim, um dia vou conseguir olhar para você e não sentir na-da. A não ser a satisfação de não sentir nada e simplesmente saber que você está bem.

Ontem estava quente, hoje está tão morno e amanha… Já esfriou. Jogarei a bebida no ralo, lavarei a xícara. E estará limpa, cheirosa e pronta pra outra.

A gente se vê por aí, se a vida quiser.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: