Arquivo | Sugestões RSS feed for this section

Água para elefantes – Por Giovanna Severo

14 out

Essa resenha foi escrita por uma super amiga que está colaborando com a biblioteca aqui do blog! Espero que, assim como eu, gostem da resenha! Beijos, Mariana.

agua

Vou começar essa resenha, dizendo o quanto esse livro é lindo e envolvente. Eu particularmente não costumo gostar de livros ou filmes que tenham em seu enredo animais, mas esse me deixou fascinada! Fiz até uma coisa que não gosto muito que é assistir ao filme antes de ler o livro, mas não estragou minhas expectativas, por que na medida do possível, o filme foi fiel ao sentido original da história do livro, mudando alguns pequenos detalhes e características físicas dos personagens.

Bom, vamos nos ater à história do livro então: Desde que perdeu a esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso e até então não havia falado do seu passado. É com a chegada de um circo a cidade que ele começa a ter flashbacks. Aos 23 anos, estudante de veterinária, depois de um acidente de carro que o deixou órfão, sem ter para onde ir e sem dinheiro, foi parar num trem em movimento – o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o maior Espetáculo da Terra. Trabalhando no circo cuidando dos animais, para sua surpresa, Jacob acaba conhecendo a bela Marlena, a grande estrela do circo e para o seu azar, esposa de August. E depois conhece a elefanta que todos imaginavam estúpida, mas que é a grande salvação para o circo. Jacob consegue treiná-la e amá-la de um jeito emocionante. Então, ele percebe que, todo o encantamento do circo é uma ilusão aos olhos de quem vai assistir as atrações, pois as vezes os animais são maltratados e existem muitas rivalidades. Mas também existem grandes amigos que se ajudam mutuamente.

Durante a trama, acontecem muitos fatos inusitados, visto que a autora do livro, Sara Gruen, descreve muito bem o cenário circense e as apresentações que acontecem, quanto a esse ponto, suponho que não tenha sido tão difícil montar o filme, pois o próprio livro já sugere as cores dos ambientes e o clima.

Claro que paro por aqui, não vou prolongar e muito menos contar o finzinho do livro! A trama traz muitas surpresas e pra quem ficou curioso, vale a pena ler e sugiro que também assista ao filme.

Aí vai o trailer pra ir sentindo o gostinho:

Foto e Resenha: Giovanna Severo

Anúncios

“Se você pode sonhar, você pode realizar.”

10 jan

“Se você pode sonhar, você pode realizar”, já dizia o famoso Walt Disney. O mundo inteiro foi testemunha da tranformação do grandioso sonho de Disney em realidade. Um sonho que perdura até os dias de hoje e que encanta, incentiva e inspira as pessoas a acreditarem nos seus próprios sonhos e se esforçar para que se tornem realidade, não importa o que seja.

Aposto que o próprio Disney não sabia que o seu simples sonho tomaria as dimensões que teve e que tem até hoje, nem o efeito que isso causaria nas pessoas que se emocionam com seus trabalhos até os dias de hoje. Porém, seu sonho se tornou cada vez maior graças à sua dedicação aos trabalhos e da persistência em ser reconhecido de alguma forma.

Bom, falar de sonhos é bem legal e fácil até, afinal, quem não tem sonhos, metas, objetivos na vida que atire a primeira pedra! Ou seja, é uma realidade que todos nós vivenciamos, porém é um pouco raro discutirmos isso no dia-a-dia. Para mim, Disney é o maior exemplo de que podemos SIM fazer nossos sonhos se tornarem realidade, não importa a dimensão deles, e sim a grandiosidade da nossa vontade em fazê-los se tornar realidade. Se temos a capacidade de sonhar, com certeza temos de realizar. Sonhos não são apenas utopias. Podemos resgatá-los da nossa idealização e fazê-los reais. Podemos começar a nossa história com um Era uma vez e terminá-la com um felizes para sempre ou simplesmente começar com Era uma vez e por algum desleixo terminar em reticências…

Como não quero terminar nem minha história nem meu texto com reticências, coloco um ponto final na minha frase final: acredite na capacidade dos seus sonhos pois estes refletem quem você é e quem pretende ser.

MAIS! Eu, como fã dos trabalhos de Disney, recomendo a quem não ouviu a música When You Wish Upon a Star. Como não achei a música com legendas em português, quem quiser ver a tradução da música clica aqui!

Queria agradecer à Lari Bacellar que deu a sugestão do tema sonhos para esse post!

Teatro

25 set

Devo admitir que não vou ao teatro tanto quanto gostaria. Mas o teatro já fez muito parte da minha vida, há alguns poucos anos atrás. Comecei a ter um primeiro contato com o teatro ainda no Ensino Fundamental Menor e participei da minha primeira peça: “O Dragão Verde”. Foi muito divertido! Depois disso, já no Ensino Fundamental Maior, fiz um curso de teatro na minha própria escola durante 2 anos e foi simplesmente maravilhoso! Ok, mas o que essa experiência com o teatro acrescentou na minha vida? E eu respondo: muita coisa. Não que eu queira fazer Artes Cênicas nem sonhe em me tornar atriz. Nada disso. Até porque o teatro é bem mais. Apendi a me expressar melhor tanto oralmente quanto corporalmente, a interagir mais, a espantar a tristeza e a timidez. Tudo na medida certa. Se hoje interajo melhor, me comunico melhor oralmente, foi graças ao Teatro de alguns anos atrás, e é claro, o teatro que ainda existe em mim influencia muito. Hoje estou às vesperas do musical da escola, e devo admitir que se não fosse o teatro, a minha expressão corporal não seria digna de uma apresentação tão importante quanto este musical, modéstia parte. Além disso, aprendi a controlar o meu nervosismo. Hoje, quando danço ou falo alguma coisa, como nesse musical, já não fico tão nervosa. Falando de Teatro, assisti duas peças maravilhosas da Cia. Baiana de Patifaria, “A Bofetada” e “Siricotico”, ambas de comédia, que trazem o nosso próprio dia-a-dia a cada nova temporada (sim, a cada temporada o roteiro muda!).

Mas porque falar de Teatro aqui tão de repente? Ahá! Essa é bem fácil de responder! Foi uma sugestão de uma amiga que quer fazer Artes Cênicas, e sonha com o teatro. O nome dela é Giovanna Severo, e ela até tem um blog que fala sobre Literatura e Teatro intitulado “Os Tartufos Circensces”, que já está nos links do meu blog para quem quiser visitar! Bom, para não ficar só a minha opinião aqui e ficar um negócio meio tenso e “aqui-só-quem-fala-é-a-Mariana”, eu resolvi fazer uma única pergunta a Giovanna, para vocês verem que o Teatro na minha vida é completamente diferente na dela. Porém, nada impede que a gente assista a uma peça juntas, o que fazemos de vez em quando!

O que o Teatro representa na sua vida?

Giovanna: Teatro pra mim é… tudo! Teatro é o exagerero e o retrato de realidade…  Vejo nas ruas personagens de um grande espetáculo a diferença é que a vida não permite ensaios.

SAIBA MAIS!

– Cia. Baiana de Patifaria: http://www.ciadepatifaria.com.br/abofetada.php

“Os Tartufos Circences”: http://ostartufoscircenses.blogspot.com/

Fotografias

14 jun

Quando eu vejo uma paisagem bonita, algo diferente ou seiláoque, meu desejo é ter uma máquina fotográfica na mão. Outra coisa, é editar as fotos para ressaltar a qualidade, a luminosidade, saturação, etc… Passo um tempão fazendo isso (quando tenho tempo livre). Entretanto, não sou fanática… Só admiro e gosto de mexer nas fotos. Ok, tenho meu arquivo próprio, que eu acho lindo. Inclusive coloquei 3 fotos do meu arquivo aqui para vocês conferirem. Admito que não estão muito boas, mas considerem o fato de eu ter tentado, por favor! 🙂 Bom, já que o assunto é fotografia, vou colocar aqui o álbum do orkut da minha amiga Catharina Mattos, que ela sim, é fanática por fotos, e eu devo admitir que as fotos dela são realmente boas! Acesse o álbum dela clicando aqui! E o que leva alguém a se apaixonar por fotos? Para mim, a paixão por fotografias vem da vontade que as pessoas tem de recordar e levar um momento para a vida toda, e com isso reviver as lembranças que ficaram daquele momento, daquela festa, paisagem, viagem, etc. Catharina tem essa mesma concepção que eu, ressaltando que cada um tem uma forma de ver as fotos. Além do mais, Cath não é a favor da alteração nas fotos. “É como se eu pegasse “A Monalisa” de Da Vinci e mudasse a cor do cabelo ou seiláoque.. E montagens… Isso tira a originalidade da foto.. Mas sou a favor da alteração das cores e do uso de recursos que deem foco ou um ar meio embassado… Coisas assim.. É que as pessoas não dão mais valor a arte da revelação das fotos antigas, que é uma coisa fantástica!”. E ainda acrescenta: “(A Fotografia) É a mais bela das artes, aquela que congela o tempo.. que nos faz lembrar do passado. que nos traz boas e más lembranças. que é capaz de capturar um belo sorriso. A fotografia mostra a alma através do olhar”. E para finalizar, quem gosta de editar e mexer com fotos, eu indico o Picnik simples e prático para edição! As fotos ficam um luxo! Para acessá-lo, clique aqui! E para quem tem Photoshop, a Revista Capricho tem uma página de dicas infalíveis para mexer nesse programa super útil nos dias atuais! Para ver a página da Capricho, clique aqui! E é isso aí, vamos continuar fotografando tudo e levando momentos lindos conoso para toda vida!
Créditos a Cath, que participou desse post!

O Par Perfeito Existe?

13 jun

Aproveitando que hoje é o dia dos namorados aqui no Brasil, escolhi falar sobre relacionamentos, por sugestão do meu irmão, Eduardo Figueirêdo. Tá, créditos para ele. ASUAHUSAHH Mas será que existe alma gêmea? Existe mesmo o par ideal? Alguns dizem que existe, já outros dizem que não. Antes de tudo, devemos analisar o que leva cada uma dessas pessoas a afirmar ou negar a pergunta. Quem acredita geralmente crê nas questões da espiritualidade, e quem não acredita já não crê. Isso varia de pessoa para pessoa. Mas atire a primeira pedra quem nunca pensou como seria o seu par perfeito! A questão é que o par perfeito para uns não é para outros, e, é claro, tem sempre um fator interferindo nessa situação. Eis o fator: o nosso coração. O par perfeito é a projeção dos nossos desejos, ou seja, a concepcão deste está dentro de nós. O fato é que embora tudo isso seja tão abstrato e questionador, todos nós já paramos para pensar como poderia ser o nosso par perfeito, ou até quem seria. Ficou curioso? Faça esse teste no site da Revista Super Interessante para saber qual é o seu par ideal clicando aqui! Bom, para quem está acompanhado hoje, um ótimo dia dos namorados! E quem não está, como eu, tenho uma dica: relaxe e aproveite! Os outros 354 dias são nossos! 🙂
Créditos a Eduardo Figueirêdo que participou desse post!