Tag Archives: mudança

Bagunça

8 maio

20140508-201411.jpg

Estava tudo uma bagunça. Meu quarto, meu guarda-roupa, minha bolsa, minha cabeça e, de quebra, minha vida. Daí parei pra perceber que tudo a minha volta era reflexo do que se passava aqui dentro. Até que chegou um momento em que fiquei inerte em meio a tanta bagunça, não conseguia mais arrumar nada. Simplesmente sentava na bagunça. E bagunçava ainda mais. Os dias foram passando e os planos não se concretizando e a frustração chegando e tomando conta. E mais bagunça. Não havia ninguém para mandar eu arrumar. Muito menos alguém para me ajudar a arrumar tudo. Na verdade eu escondia a bagunça, só eu mesma via. Disfarçava para que as outras pessoas não vissem nada. Até que um dia resolvi dormir com a cabeça do lado contrário do que costumo dormir na cama. Pra ver se os pensamentos voltam ao normal, sabe? Sei lá, pode ser maluquice mas foi uma decisão momentânea e impulsiva. Porém, funcionou! E comecei a organizar a mente e aos poucos fui organizando o resto. E me dei conta de que às vezes é preciso apenas mudar de lugar, de ponto de vista, virar do avesso, simplesmente sair do lugar de conforto. Vi que do outro lado da cama é um bom lugar para recomeçar a colocar as coisas em ordem.

Mas e agora? Bom, digamos que agora tenho uma bagunça organizada.

Anúncios

Tudo novo!

23 nov

    Gosto do novo, da mudança ou simplesmente da intenção de. Porque é difícil mudar, inovar e se enquadrar em novas situações. Mas dizem por aí que é preciso mudar muito para continuarmos sendo os mesmos. Mudança é a lei da vida, da existência, do mundo, de Deus ou do que quer que você acredite. E tudo o que é novo impressiona, agrada e faz bem. Se for algo positivo, é claro.

E quando é a hora de mudar? Só quando as coisas não vão bem? Claro que não! Se as coisas não vão bem, faz da tristeza confete e deixa o vento levar. Mude. E não há nada que esteja tão bom que não possa melhorar! Portanto: mude também.

Inovação vem de novo, dá ideia de progresso, de alto, de subir degraus. Mas sabe de uma coisa? É muito chato inovar, progredir e subir degraus sozinho. Levo sempre comigo sorrisos, abraços, carinhos e pessoas. Sem isso, duvido muito que eu fosse capaz de mudar, inovar e proporcionar o novo. E, como diz Edson Marques em seu poema Mude, só o que está morto não muda. Mudo para me sentir cada vez mais viva e iluminada daqueles que me fazem viver. Mudo, mas continuo sendo sempre a mesma.

MAIS!                                                                                                                                                                                  Para quem não conhece o poema Mude, do Edson Marques, vale a pena conhecer! É um poema famoso e que está publicado na faixa 4 do CD Filtro Solar, de Pedro Bial. Além disso, em contato com o Edson, soube que ele também tem publicado o livro Mude, que já vou garantir o meu exemplar em breve! Depois que eu ler posso fazer um post contando o que achei! Deixarei abaixo o link do vídeo com o poema do Edson, o blog e a página da editora que publicou o livro dele. Não deixem de conferir!

Blog do Edson Marques

Livro Mude – Pandabooks

 
NOTA!
Estive ausente do blog durante alguns meses, mas estou de volta! E como mudar é bom, o blog está todo repaginado, design e textos novos e com muito mais dedicação daqui pra frente. E aí, o que acharam?